Archive for the 'Insights' Category

12
jul
13

Venha discutir o futuro da Profissão de Pesquisador


Acesse nossas Redes Sociais. Participe!






Não quer receber nossos informes: sair
registra_exibicao.php?id=1332%7C121594%7C2377

Anúncios
08
jun
13

A era do desapego

Como a nuvem está mudando a forma como lidamos com o sentimento de propriedade?

Entenda por que no futuro o acesso à informação será mais importante do que a posse e conheça alguns exemplos práticos de quem já está vivendo essa realidade.

Veja mais….http://onthegoreport.com.br/

08
jun
13

O Consumidor Móvel Brasileiro

CELULAR: super poderes para todos!

Uma série que se propõe a entender o consumidor móvel brasileiro sem desviá-lo do seu caminho habitual: na rua, andando junto, do mesmo lado da calçada. No trânsito, no café, na correria. Na barrinha do wi-fi, ou sinal 3G disponível. Nas pessoas da vida real, que por não serem ‘‘tecnomaníacas’’, ou ‘‘early adopters’’, podem nos levar à tendências de comportamento mais verdadeiras e próximas de acontecer.

 

Veja mais….http://onthegoreport.com.br/

03
jun
13

Pesquisa de mercado para publicidade internacional

Publicidade internacional é mais do que apenas traduzir componentes de campanha para novas línguas e alterar a segmentação dos públicos. Simplesmente traduzir as campanhas que foram inicialmente construídas para o publico americano ou europeu pode ser um grande erro!

Antes de elaborar campanhas, existem algumas peças-chave de pesquisa de mercado que devem ser realizadas e que farão grande diferença!

Diferenças Culturais e de Comportamento

Diferenças culturais e de comportamento são provavelmente as áreas mais óbvias de pesquisa de mercado quando se pensa em mercados globais. Será que as pessoas no Japão e na Arábia Saudita sabem o que é Black Friday? E como será que elas reagem às promoções americanas?

Outro exemplo sutil de diferença cultural está na forma como as pessoas em diferentes países, que falam a mesma língua, usam termos diferentes para descrever a mesma coisa: as diferenças culturais nos levam a fazer referências, aos mesmos itens, de maneiras diferentes.

Segmentação de Mercado socioeconômico

A segmentação de mercado deve ser criada especificamente para cada cultura devido a diferenças de renda, ocupação e educação, bem como outros indicadores, tais como estilo de vida, a sensibilidade ao preço e preferência de marca.

Diferentes marcas presentes em vários mercados precisam reconhecer as diferenças entre uma jovem de 28 anos no México e outra no Japão. Essas duas mulheres respondem de forma diferente às mesmas mensagens e irão comprar de forma diferente.

Comportamento de compra on-line

Quando pensamos em comportamento de compra on-line esquecemos que ele é muito solidificado em países como Estados Unidos – eles amam e-commerce. Porém, como o e-commerce acontece em outros países? Nem toda cultura é tão confortável com compras online e em alguns países existem barreiras adicionais, como países aonde o acesso da internet é controlado, ou países que não suportam grandes operações lastreadas por crédito, entre outras diferenças.

Sem dúvida há outros itens a serem considerados, como regras e regulamentos específicos de cada país, idioma, concorrência, as barreiras para o mercado, entre outros. Mas se começarmos com uma boa base de investigação em pesquisa de mercado, as chances de sucesso serão maiores.

Texto adaptado de http://www.searchenginejournal.com/

31
maio
13

Como será a São Paulo de 2040 ?

O  Plano SP2040 é uma iniciativa da Prefeitura Municipal de São Paulo, liderada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, e tem o apoio de uma equipe técnica de especialistas por meio da Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo. Seu objetivo é construir uma Visão Estratégica de longo prazo para o município de São Paulo, com análises e proposições focando um horizonte temporal para o ano de 2040.

O Plano é uma referência para o poder público, cidadãos, empresas e organizações trabalharem juntos para transformar a cidade nas próximas décadas.

Conheça mais em http://sp2040.net.br/

31
maio
13

A Era de Ouro em Pesquisa

Quando foi a última vez que você pensou que a Era de Ouro em Pesquisa chegou?

A compreensão do comportamento dos consumidores é uma das principais motivações de quem trabalha com Pesquisa de Mercado e Marketing. Eric T Bradlow , professor de Wharton, descreveu esta busca de uma maneira muito interessante!

No seu artigo ele demonstra quantas vezes, nós pesquisadores, já nos convencemos que atingimos a Era de Ouro em Pesquisa, mas olhando para trás, claramente aquela fase não era!

E ele inicia seu artigo, citando sua trajetória em uma empresa de telemarketing há 25 anos, quando se utilizava a transcrição dos registros telefônicos como a ferramenta que poderia levar a um melhor serviço aos clientes. Era um começo, mas, por exemplo, não era possível “amarrar” uma conversa do cliente com o consumo de mídia da empresa !

Posteriormente,  ele cita a época de ouro que se iniciou o levantamento de dados do varejo (supermarket scanner data) – era possível rastrear a lista de itens comprada em uma determinada loja, medir a frequência de compra, e também a lealdade a uma determinada marca. Mais uma vez, parecia que a Idade de Ouro tinha chegado. Novamente olhando para trás, não foi nem perto”. Por exemplo, não era possível saber os itens que o cliente olhou, mas não comprou; os itens comprados em outras lojas; a quantidade de produto estava na prateleira no momento da compra, entre outros!

Depois, vamos para o fascinante mundo da pesquisa de satisfação e as ferramentas para entender a percepção, a concorrência e os drivers de compra. No entanto, ela cita que não era possível medir, por exemplo, o boca a boca (referências), que é um dos pontos mais críticos para as empresas.

Nos últimos 15 anos, a internet abre um novo mundo para pesquisadores e marketing! Pode-se rastrear as páginas mais visitadas, quanto tempo o cliente ficou lá, os itens comprados, etc. Segundo Eric, “certamente, isso tinha que ser a Idade de Ouro!” , mas novos métodos foram desenvolvidos para rentabilizar os cliques, veio a publicidade segmentada com recomendações de produtos personalizados com base no histórico de compras (Amazon foi uma das pioneiras em filtragem colaborativa). Ainda havia muito mais a ser descoberto, por exemplo, quais as interações entre o online / offline?

Além disto, vamos pensar em todas as importantes descobertas de medição ao longo dos últimos 10 anos.  Eles incluíram: (i) a medição móvel, incluindo o “ distance-based/GPS”, (ii) eye-tracking; (iii) as mídias sociais – talvez uma das mudanças mais impactantes; (iv) search engine marketing; entre outros. Mas mesmo tendo acesso a todos estes dados, algumas empresas estão perseguindo o “sonho de fusão de dados”.

Em suas palavras “Eu já disse várias vezes: “Esta é a Idade de Ouro”. Mas, simplesmente não é. Essa é a beleza do campo da pesquisa de mercado e marketing e, este momento nos parece ser a criação de mais uma Idade de Ouro”.

Para ter acesso ao texto http://www.google.com/think/columns/the-golden-age-of-marketing-research.html